Viagem

Reims é tesouro escondido nos arredores de Paris

Por 11 de maio de 2017 Nenhum comentário

Uma das tarefas mais agradáveis da vida a dois é planejar as viagens de férias. Quando o destino é romântico, melhor ainda. A dica de hoje é sobre um destino que tem charme e elegância como marca registrada. Reims (se pronuncia Rãns) fica nos arredores de Paris e é uma ótima opção de passeio para quem visita a Cidade Luz pela primeira vez ou até mesmo para quem já conhece bem a capital francesa e deseja explorar novos lugares.

Dicas da Lu

Quem me acompanha sabe que tenho uma ligação íntima com a França. Além de ser uma importante referência para o meu trabalho, por conta de tecidos, materiais e outros, vivo novas descobertas a cada visita.

Tente reservar um tempinho para andar pela cidade e conhecer suas praças, prédios e história

Me impressiona a hospitalidade aos turistas, não me lembro de ter vivenciado nada parecido em nenhum outro lugar que eu tenha viajado. Esteja você em qualquer cidade de cinco mil habitantes, sempre haverá um centro turístico para lhe dar informações sobre onde se hospedar, o que comer, o que fazer etc. Tudo isso lhe faz se sentir acolhido.

Se você não tiver muito tempo, reserve um dia para passear na cidade. Mas se conseguir um tempinho a mais, é uma delícia dormir em Reims e curtir seus atrativos sem pressa. Saindo de Paris de trem (o famoso TGV – você pode comprar na estação de trem mesmo, na Gare de l’Est, ou pelo site SNCF), em apenas 45 minutos se chega à cidade. Existem vários horários de saída. Para ir, os melhores são 7h57 e 8h57. Para voltar, 17h15 ou 20h15.

Andar pelas ruas de Reims é um delicioso passeio

Reims é a terra do champagne e lá é possível visitar diversas caves. O ideal é sempre escolher uma ou duas. Se você for ficar apenas um dia e quiser conhecer também a cidade, que é um charme e eu recomendo, sugiro visitar apenas uma cave. As visitas são guiadas, duram entre uma hora e meia e duas horas e é necessário agendar com antecedência. Minhas sugestões de caves são Mumm, Pommery e a famosa Veuve Clicquot.

Eu, na verdade, deixei para reservar na hora que cheguei, fui ao centro turístico, peguei o mapa, vi as opções e fui ligando para ver se tinha vaga. Como eu estava com um telefone local, eu consegui, mas recomendo a reserva para que você consiga garantir a visita na cave de sua preferência.

Entrada da Cave Pommery

Acabei visitando a cave Pommery, de Madame Pommery. Ela assumiu os negócios da família após a morte de seu marido e conseguiu livrar a empresa da falência. De quebra, transformou a marca Pommery em uma das mais cobiçadas do mundo! Foi ela quem criou o prosecco-champagne Brut (não se pronuncia o T), que hoje é consumido no mundo inteiro.

Depois de visitar a cave e degustar as bebidas, fomos almoçar e conhecer a cidade.  O local ficou bastante destruído depois da Segunda Guerra Mundial, mas dois tesouros foram preservados: a Catedral de Notre-Dame, onde os reis da França eram coroados, e o vizinho Palácio do Tau, onde aconteciam as festas de coroação. É uma preciosidade e vale a visita!

Existem vários restaurantes gostosos, para todos os gostos e bolsos. Porém, no dia da minha visita, acontecia uma feirinha local com doces, salgados, queijos e artesanatos. Decidimos aproveitar o evento e comer por lá mesmo. Foi uma delícia!

Reims é uma cidade encantadora e vale a pena colocar no seu roteiro de viagem!

Gostou? Então clique aqui para conferir os outros blog posts
Conheça ainda algumas das minhas noivas nesta galeria de fotos
E acompanhe as novidades sobre o meu atelier nas redes sociais!

Facebook - Luciana Collet  Instagram - Luciana Collet  YouTube - Luciana Collet  Pinterest - Luciana Collet